sábado, 11 de setembro de 2010

Fazendo as malas


Fazer malas sempre é algo complicado. De duas, uma: ou você está deixando sua casa, família e amigos para viver uma nova aventura mundo afora, ou você está voltando dessa aventura deixando milhares de boas recordações para trás.
Cada objeto que colocamos dentro da
mala tem um significado especial. Aquela blusa linda que você ganhou da amiga no aniversário, aquele livro que você ganhou de Natal do seu tio, aquela carta de despedida que você ganhou do seu melhor amigo ao ir embora. Fotos, cartas, presentes, lembranças e mais lembranças dos momentos inesquecíveis que você passou ao lado das pessoas que você ama. Na maioria das vezes, é muito difícil rompermos nossas raízes desses lugares. Até chegamos a pensar se ao irmos embora estamos fazendo a coisa certa; ficamos inseguros, tristes e temos medo. Medo do novo mundo que nos aguarda.
No entanto, fazer as malas tem seu lado bom. Um não; inúmeros.
Alguns apenas resolvem passar umas férias longe de casa. Desestressar, descansar e se divertir - nada melhor após uma semana árdua de trabalho com aquele chefe insuportável.
E há aqueles que fazem as malas realmente para embarcar numa vida nova. Intercâmbio, Au Pair, faculdade, curso de idiomas... As opções são tantas que a maioria dos jovens sente-se tentada a experimentar algo novo, num lugar totalmente diferente. Alguns apenas se arriscam a dar uma voltinha pelos sombreros mexicanos ou pelos tangos argentinos. Entretanto, grande parcela desses jovens sente-se fascinada com o fato de poder ir morar em lugares que jamais imaginaram, e se jogam de cabeça nessa ideia. Fazem as malas para uma vida nova, num mundo novo.
Eu fui uma delas. Depois de um ano em terras germânicas, decidi, enfim, que meu lugar é aqui. No Velho Mundo.

4 comentários:

João Vitor disse...

Oioi!!

Gostei do blog, da imagem de fundo(hehe) principalmente.

Sobre o texto, eu realmente não sei o que comentar...mas como sempre te desejo sorte, sucesso e tudo mais...Que consiga realizar aquilo que você deseja.

E chega, realmente estou com preguiça de escrever shshsahsa acho que ainda não acordei...Escrevo mais em um outro post.

amoo (l) ;*

Líh. disse...

Eu adorei a estética.
A foto de fundo... O português perfeito como sempre.

Desejo sorte no novo blog, e que dele saiam histórias tristes e engraçadas. Mas que tenham sempre o cunho de superação diária e otimismo.

Como é conhecido, abençoada seja sua boca que prodiz palavras de conhecimento.

Te amo

brunapalone disse...

eu conheco essa foto de algum lugar;)
sinto tanto sua falta...

Ju P. disse...

li todo o texto e achei lindo.. mas, tu tá muito enganada! teu lugar é aqui, comigo! :) te amo capetina!